“Retroativos do IRS Prometidos por Costa só Chegam ao Bolso dos Portugueses em 2023”

“Retroativos do IRS Prometidos por Costa só Chegam ao Bolso dos Portugueses em 2023”

“Os fiscalistas ouvidos pelo ECO entendem, na generalidade, que, mesmo que as tabelas de retenção venham a ser corrigidas, a devolução do imposto eventualmente cobrado em excesso no início do ano já só deverá acontecer em 2023, aquando do acerto de contas anual com o Fisco.”

Segundo João Espanha “Com a aprovação do OE 2022, e caso o mesmo venha a manter o (irrazoável) desdobramento de escalões, o Governo não tem forma de compensar no imediato o imposto já retido em 2022 antes da alteração dos escalões“…”O correto seria corrigir as tabelas para o futuro o mais depressa possível por forma a que reflitam o novo panorama de taxas e escalões e evitem o financiamento forçado ao Estado por parte dos contribuintes,  já de si tão vergastados por esta carga fiscal absurda, e que assim não só pagam o imposto, como ainda são obrigados a emprestar dinheiro ao Estado“…”Se o Governo vai ter oportunidade ou vontade para o fazer, isso já não sei…Empréstimos de borla são sempre um bom negócio – menos para quem empresta“…

Artigo ECO